segunda-feira, 31 de maio de 2010

Escritos depois de um (longo) curso

Corpos destruídos
se eclipsaram
E apesar disso,
O pulso ainda pulsa (dizia o cantor que não sabia o que dizia)

Pela primeira vez, consegui olhar com detalhes aqueles corpos
Eu tinha o controle
Tinha que ter o controle
E os queria deixar d-e-s-t-r-u-í-d-o-s

Não pensem mal de mim
Eu tinha objetivos pedagógicos em mente
Destruí-los
Era a melhor forma de fazê-los pensar no que fazer com os cacos

Foi triste e delicioso
Vê-los aos cacos
Eu também estava aos cacos quando uma jovem moça disse:
Você nos fodeu!