quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Na rodoviária

Na rodoviária espero
o ônibus
Sobre os meus ombros
o capital
a mercadoria
o dinheiro (e sua ausência)
a força de trabalho (esfolada)
E tantos outros ônibus se vão
levando a força de trabalho
que se apresenta ao mercado
sob a forma mercadoria
em troca de dinheiro.
Todos ônibus vão passando
mas o ônibusa que me levaria de volta para aqueles calorosos abraços,
esse,
insiste
em
não
chegar.